Sistema de Ativação Reticular

A Importância de Definir (e Escrever!) os nossos objetivos

Um estudo recente, levado a cabo pelo Dr. Gail Mattheus, um professor de psicologia da Dominican University da Califórnia, revelou que a probabilidade de atingirmos os objetivos a que nos propomos, aumenta em 42% se os especificarmos por escrito. 

Ao ler esta notícia, o Eduardo, que há muito tinha o projeto de comprar uma casa na sua terra natal, a Covilhã, decidiu seguir aquela sugestão. Nesse mesmo serão, assim que chegou a casa, sentou-se na sua secretária e começou a elaborar todas as ideias à volta desta intenção. Descreveu que queria uma casa de fim de semana, com um espaço relvado, nas imediações da Covilhã, com vista para a Serra da Estrela e dentro de um valor que lhe fosse confortável pagar. Quando terminou, fechou o caderno e foi descansar. No dia seguinte, ainda sem ter tomado nenhuma ação no sentido de procurar a casa que descreveu, reparou que lhe chegavam inúmeras notícias sobre a Covilhã e sobre as vantagens de ter uma casa fora dos grandes centros urbanos. Nesse dia até quando abriu a caixa do correio, encontrou o panfleto de uma agência imobiliária que anunciava a venda de algumas casas na Covilhã dentro do valor que Eduardo definira. 

Entusiasmado, cada vez mais motivado para passar à ação e começar a procurar a casa idealizada, Eduardo achou que tudo aquilo eram coincidências incríveis. O que o Eduardo desconhecia era que o facto de ter especificado o seu objetivo e colocado por escrito, tinha ativado um dos mais fantásticos processos do cérebro humano: o Sistema de Ativação Reticular. 

E o que é o Sistema de Ativação Reticular?

O nosso cérebro é bombardeado com uma quantidade infinita de informação a todo o momento. São tanto os estímulos que se torna impossível para ele processá-los todos, correndo o risco, se o fizesse, de entrar em curto-circuito. Desta forma, a um nível inconsciente, o cérebro vai ter de decidir o que é importante para trazer para o consciente e tudo o que pode ser ignorado. De entre as várias estratégias que possui para o fazer, uma das mais importantes é o Sistema de Ativação Reticular. Genericamente, este sistema funciona como um filtro da nossa atenção. De forma inconsciente, o SAR analisa e separa toda a informação à nossa volta, descartando o que não é importante e trazendo o nosso foco consciente para o que poderá ser. Como é que o nosso cérebro sabe distinguir entre uma coisa e outra? Porque nós assim lhe mostramos. 

Ao escrever o seu objetivo de forma concreta e específica, o Eduardo deu indicações ao seu cérebro que ter uma casa na Covilhã era importante. Imediatamente, foi criado um filtro para que, sempre que existisse no seu horizonte de ação algo relacionado com este objetivo, o seu cérebro ativaria o foco do Eduardo. O Sistema de Ativação Reticular passou a dar atenção a todos os meios, oportunidades, pessoas e soluções para tornar o seu objetivo real.

Lembra-se quando quis comprar um carro de uma marca específica que se cruzava constantemente com carros dessa marca? E que, onde quer que entrasse, só ouvia conversas relacionadas com compra de automóveis? Ou talvez quando planeou ter filhos, de repente, só se cruzava com mulheres grávidas? Agora sabe que não é coincidência. É simplesmente este sistema incrível a trabalhar para si. E este é apenas um dos detalhes do processo de concretização de objetivos utilizado pela PNL. Imagine o que acontece quando o integra em todo o processo que a PNL propõe para o ajudar em transformar os seus sonhos em realidade.

Feedback

%d bloggers like this: